PEZÃO ATENDE MAIS UMA SOLICITAÇÃO DO PREFEITO MARTINAZZO

Construção da quadra poliesportiva do Colégio Estadual de Piranema se iniciará em breve

 

Em atendimento a solicitação do prefeito de Seropédica, Martinazzo, a Secretaria de Estado de Obras do Rio de Janeiro (Seobras) iniciará em breve a construção da quadra poliesportiva do Colégio Estadual Piranema, localizado à Rua Doze, bairro Piranema.

De acordo com o professor Audemi Ferreira a obra beneficiará diretamente cerca de 450 alunos e atenderá uma reivindicação antiga dos estudantes e professores da unidade. “Este é um sonho de mais de 30 anos, o prefeito Martinazzo tem sido muito solícito às nossas necessidades, através da Secretaria de Ambiente e Agronegócios, por exemplo, tem apoiado o Projeto de Horta Escolar intitulado ‘Para Mudar Basta Pedalar’, que inclusive foi premiado na Feira de Ciência e Tecnologia do Estado do Rio de Janeiro, e agora solicitou a construção da quadra, que beneficiará os alunos da unidade”, conta entusiasmado o professor.

Localizado na divisa dos municípios de Seropédica e Itaguaí, o Colégio Estadual Piranema contava apenas com uma área acimentada e duas balizas para a prática esportiva, esta área há muito já havia sido interditada, pois, encontrava-se deteriorada necessitando urgentemente de reparos. “Mais uma vez encaminhei ao Governo do Estado solicitações que visam à qualidade do ensino público. Há algum tempo estive visitando o Bairro de Piranema ao lado do Governador Pezão, e os alunos do Colégio Estadual Piranema nos levaram para conhecer o Colégio, foi quando solicitei a ajuda do Governador para realizar melhorias na unidade”, disse Martinazzo, ao lembrar que a quadra poliesportiva da unidade é essencial para a prática de esportes e atividades lúdicas e precisa de melhorias emergenciais.

Martinazzo destaca que seu governo tem sido dedicado para a melhoria da educação pública de Seropédica e região. “Sempre priorizei a educação porque ela é um dos pilares para a transformação de um país. Por isso, nunca medi esforços para construir e reformar prédios voltados às atividades educacionais”, enfatizou Martinazzo.