EDUCANDO COM A HORTA ESCOLAR

Prefeitura de Seropédica patrocina mais um projeto do Colégio Estadual Piranema

 

Com o patrocínio da Prefeitura de Seropédica, através da Secretaria de Meio Ambiente e Agronegócios de Seropédica, o Colégio Estadual Piranema inicia mais um projeto de sucesso, o Projeto Eco Horta. O colégio já possui o projeto “Para mudar, basta pedalar” vencedor da VIII Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação do estado do Rio de Janeiro (FECTI), que reaproveita a água da chuva para diversos fins dentro do colégio, o mesmo será apresentado em outubro na Feira Internacional de Ciência Jovem em Olinda – Pernambuco.

Novamente os professores Audemi Ferreira e Filipe Bento inovaram trazendo uma solução para o destino dos pneus de caminhão que antes eram abandonados em terrenos baldios e valões próximos ao colégio, e contribuíam para aumentar as estatísticas dos casos de dengue, já que muitos deles acumulavam água parada. “O tempo de decomposição de um pneu é indeterminado e os danos ambientais do descarte incorreto são gravíssimos, por isso buscar soluções e conscientizar os alunos e a comunidade quanto ao destino e o reaproveitamento desse material se torna essencial na busca de uma sociedade mais sustentável”, declarou Audemi Ferreira.

O projeto Eco Horta consiste em transformar os pneus em canteiros de horta em grande escala com o objetivo de1 (17) reforçar a merenda escolar e também doar hortaliças aos idosos de baixa renda do Bairro Piranema. De acordo com os professores o grande diferencial é que o projeto levará o aprendizado à casa das famílias, assim cada aluno do colégio poderá ter as mesmas hortaliças consumidas no ambiente escolar. “O projeto doará o pneu já preparado, as mudas de hortaliças e o adubo orgânico, para que as famílias possam enriquecer o cardápio com alimentos saudáveis”, disse o professor.

Ferreira explica que o preparo do projeto foi realizado durante o recesso escolar, para que todos os alunos pudessem participar das etapas de construção, como a pintura da cerca do projeto, toda confeccionada com pallets que seriam jogados no lixo, o preparo da terra e a organização dos pneus.

Martinazzo, prefeito de Seropédica, vê no projeto uma maneira de incentivar os jovens na busca do conhecimento, já que todas as atividades do projeto são baseadas em pesquisas. “Incentivando esses jovens a desenvolverem atividades de colaboração mútua, tenho a certeza de que estamos construindo uma sociedade mais igualitária e solidária, além de criarmos condições propícias ao desenvolvimento de habilidades e competências que promovam o pleno exercício da cidadania. Não se trata apenas de uma questão educacional ou ambiental, mas também social, temos que investir em nossa juventude”, comemorou o prefeito Martinazzo.