EDUCAÇÃO, CULTURA, ESPORTE E INCLUSÃO SOCIAL EM SEROPÉDICA

A elevação qualitativa da Educação Municipal de Seropédica vem provocando o aumento da procura pelas instituições municipais de ensino devido à nova forma de “pensar a Educação” implantada pela Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte (SMECE).

Desde o início da gestão do Prefeito Martinazzo a Educação do município vivenciou um salto qualitativo, através de uma abordagem mais completa e dinâmica que vem transformando a vida dos alunos da rede municipal de ensino por meio de atividades direcionadas à Cultura e ao Esporte, que juntamente com o Ensino tornam superiores tanto a qualificação acadêmica quanto a formação da cidadania destes alunos.

2O novo conceito de Educação se deve, entre outras coisas, aos projetos e parcerias implementados na gestão da atual secretária responsável pela pasta, Lúcia Baroni, que em suas prioridades destaca a contínua qualificação profissional do corpo docente e a oferta de atividades extracurriculares aos alunos, o que vai de encontro ao conceito da Inclusão Social, já que essas atividades incluem às famílias dos alunos, como por exemplo, o projeto “Mais Educação” e o programa “Escola Aberta”, que são abertos à participação da comunidade e englobam diferentes tipos de atividades, sejam culturais, esportivas e/ou recreativas.

Além dos projetos citados anteriormente a Prefeitura de Seropédica também oferece aos alunos a possibilidade de participarem de projetos como o “Estrada para a Cidadania”, em parceria com a empresa CCR NovaDutra, o “Rugby Dagaz”, em associação com o instituto Dagaz e a empresa Votorantim, o “PELC” (Programa Esporte e Lazer da Cidade) e o “PST” (Programa Segundo Tempo), ambos do Ministério do Esporte, e o “Esporte RJ”, em parceria com o Governo do Estado, entre outros.

“Para que tenhamos uma Educação de qualidade devemos complementar a atividade educacional com atividades culturais e esportivas que visem à inclusão social dos alunos, dessa maneira podemos utilizar a escola como um ambiente de socialização, o que comprovadamente interfere de forma positiva na formação do caráter dos alunos”, declarou Martinazzo.