SEROPÉDICA REALIZA IV CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Aconteceu na última sexta-feira (07) a quarta edição da Conferência Municipal de Saúde Seropédica, no auditório do Centro de Atenção Integral a Criança e ao Adolescente (CAIC)  Paulo Dacorso Filho. O evento reuniu representantes de movimentos populares e sociais, representantes da secretaria de saúde, além de secretários, servidores públicos e usuários do sistema básico de saúde.

Com o tema “Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas. Direito do povo brasileiro“, o evento abordou os assuntos: Direito à Saúde – garantia de acesso e atenção de qualidade ;  participação social, valorização do trabalho e da educação em saúde; financiamento do SUS e relação público-privada; gestão do SUS e modelos de atenção à saúde; informação, educação e política de comunicação do SUS; ciência, tecnologia e inovação no SUS e, por último, reformas democráticas e populares do Estado.

Martinazzo, prefeito de Seropédica, falou sobre a importância da conferência no processo democrático da saúde. “A secretaria de saúde está empenhada em melhorar a qualidade do atendimento na Atenção Básica, através das unidades de Estratégias de Saúde da Família, e a construção de novas unidades encontram-se em fase de licitação, e a Unidade de Saúde do km 40 está em fase de construção”.

O Secretário de Saúde e Defesa Civil, Dr. Artur Corrêa, aproveitou a oportunidade para informar aos presentes sobre a UPA. “A empresa responsável pela construção está cumprindo alguns reparos, mas a obra está em fase final de conclusão, e já foi solicitado à LIGHT o aumento de carga para suportar o funcionamento dos equipamentos. A parceria entre a Prefeitura municipal, o Governo do Estado e o Governo Federal será muito importante para viabilizar a abertura da UPA”, declarou.

Miguel Jorge Gomes de Oliveira, presidente do Conselho Municipal de Saúde de Seropédica, aproveitou a fala do Dr. Artur para abordar a experiência das UPAs em outros Municípios e as dificuldades financeiras em manter em funcionamento as unidades. “O custo para manter aberta uma UPA impossibilita que seja mantido somente pelo município, já que os cortes Federais, Estaduais e Municipais no orçamento da saúde são de conhecimento de todos, o que dificultará a manutenção dessa unidade de saúde sem a garantia de repasse dos órgãos Federais e Estaduais. O Conselho Municipal de Saúde de Seropédica solicitou uma reunião com a Secretaria Estadual de Saúde, com a presença do Prefeito, do Secretário de Saúde, do Conselho e da equipe técnica da secretaria estadual para traçar as diretrizes do funcionamento da UPA, tendo como principal tema a gestão”, enfatizou Miguel Jorge.