MARTINAZZO COBRA DO DNIT PRINCIPAIS REIVINDICAÇÕES DA AUDIÊNCIA PÚBLICA DA BR 465

O Prefeito Martinazzo, em atendimento às principais reivindicações apresentadas pela população durante a Audiência Pública que discutiu a reestruração e melhoramento da BR 465, cobrou do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) alterações no projeto apresentado.

O projeto original prevê a construção de cinco interseções (retornos) no trecho da BR 465 que corta a cidade, porém, de acordo com Martinazzo, há um importante trecho que não foi contemplado, onde existe um alto índice de acidentes, além de localizar importantes unidades de saúde.

Segundo o projeto apresentado, no trecho próximo a Maternidade e à UPA 24h não possuirá uma interseção, mas, a meu ver, é de extrema importância que possua, pois facilitará o acesso às duas principais unidades de saúde do município, e também à unidade do Corpo de Bombeiros e ao Bairro Incra, no qual seus moradores sofrem diariamente para cruzar a Estrada“, enfatizou Martinazzo.

De acordo com o projeto será realizada a restauração do piso, ampliação da largura da pista, com duplicação em alguns trechos, implantação e alargamento de acostamentos, projeto de sinalização e iluminação, implantação de ciclovia, além da construção de retornos e um novo viaduto sobre a linha férrea. A obra foi orçada em R$ 42 milhões e terá a duração de dois anos.

Martinazzo solicitou ainda a adaptação de outras duas interseções, uma localizada no acesso à RJ 099 e outro no acesso ao Bairro Campo Lindo, ambas com o objetivo de evitar que os veículos atravessem abruptamente a rodovia para acessarem à mão contrária. “Tendo em vista que esta é uma obra de grande porte e que trará inúmeros benefícios para a cidade, nada mais justo do que cobrarmos que as intervenções atendam as necessidades da população“, concluiu o prefeito.

Matéria: Assessoria de Imprensa/PMS