DISCUTINDO O FUTURO DE SEROPÉDICA

O projeto “Seropédica Sustentável – Um Olhar para o Futuro” foi apresentado na manhã da última quarta-feira (10) para representantes da Associação Comercial, Industrial e Agropastorial de Seropédica (ACIAPS), SEBRAE, Associação de Produtores, Instituto Foto Vivência, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), do Colégio Técnico da UFRRJ, e da EMATER, Secretaria de Ambiente e Agronegócios, Secretaria de Comunicação, Turismo e Eventos, na sala de reuniões da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável.

O plano em questão apresenta dados do município ressaltando sua vocação logística, ao mesmo tempo que projeta soluções de médio e longo prazo no que tange ao desenvolvimento sustentável de Seropédica. Segundo o projeto, passam por Seropédica, e em seu entorno, 70% do PIB brasileiro e 35% do PIB sul-americano. “Além de pensar no presente temos que planejar o futuro, estamos demonstrando a capacidade de desenvolvimento de Seropédica, juntos iremos transformar Seropédica em uma cidade melhor para se viver, as mudanças acontecem rapidamente, temos que ter um raciocínio veloz, certamente nosso município irá crescer muito, nossa cidade está sendo pensada e organizada da melhor forma possível, queremos ser uma referência para o Estado”, afirmou o Prefeito Martinazzo.

A apresentação foi realizada pelo idealizador do projeto e ex-secretário de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Seropédica, Wilson Beserra. O projeto consiste em um planejamento estratégico da cidade como um todo, e aborda questões ambientais, sociais, econômicas, culturais e de saúde, para benefício de todos. “É um privilégio estar aqui hoje mostrando a capacidade de desenvolvimento de Seropédica. O projeto consiste em demonstrar as vocações da cidade e sua localização estratégica, bem como explicitar os empreendimentos que estão em atividade ou em processo de implementação no município. Estão vindo para Seropédica dezessete novos empreendimentos que irão gerar nos próximos anos 40.000 empregos, por isso é importante planejarmos o desenvolvimento da cidade”, enfatizou Wilson Beserra.

O propósito da reunião foi criar um grupo de estudo do projeto para o bairro do INCRA, que consiste no estímulo do desenvolvimento do bairro em um local de turismo agroecológico, com incentivo ao turismo rural através do resgate da identidade agropastoril, da produção orgânica, de eventos gastronômicos, hotelaria rural, polo de bebidas artesanais, entre outros atrativos. O grupo de estudo contará com a participação de professores dos cursos de economia, geografia, hotelaria e turismo da UFRRJ, da ACIAPS, do SEBRAE, da Associação de Produtores, do Instituto Foto Vivência, do Colégio Técnico da UFRRJ, da EMATER, da Secretaria de Ambiente e Agronegócios e da Secretaria de Comunicação, Turismo e Eventos. As reuniões serão realizadas sempre as primeiras quintas-feiras do mês.

Ao término da apresentação os participantes tiveram a oportunidade de debater o projeto com seu idealizador e apresentar sugestões que beneficiem o projeto e a cidade como um todo. Adriano Amaral, presidente da ACIAPS aprovou o projeto que trará desenvolvimento para a cidade. “Amo minha cidade e quero que ela prospere, quero uma cidade segura, onde nós tenhamos prazer em morar”, afirmou .

Sobre Assessoria

Check Also

Anabal faz o que seu antecessor só prometeu: a Praça da Oza virou realidade

Antes de completar 6 meses de governo, o atual prefeito fez o que seu antecessor …

%d blogueiros gostam disto: